10 de maio de 2010

Padre agride e ofende uma fiel durante um batizado

video


O padre Francisco de Assis, da catedral de São José, na cidade mineira de Ituiutaba, agrediu, humilhou e jogou a água do batismo no rosto de Milena Silvéria durante a celebração de um batizado.

O padre perdeu o controle apenas porque Milena falava em tom alto dentro da igreja e partiu para cima da fiel, dando-lhe socos na cabeça, mesmo sabendo que ela tem problemas mentais.

Provavelmente ele não foi tão complacente com a mulher porque sabe que ela não pode pagar o dízimo como todos os outros frequentadores da igreja.

15 comentários:

  1. Essa matéria ta errada. Tipo,sou da cidade de Ituiutaba e conheço o caso. Ela ia todos os dias na igreja e ficava insultando o padre e atrapalhando a missa de toda forma. Não podemos julgar o padre sem conhecer os dois lados ele pode ser padre mais e humano e ninguém aguenta ser insultado todo Santo dia ne! Ela também ja cometeu muitas outras coisas não só com o padre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso justifica ele agredir uma mulher?

      Excluir
    2. complicado julgar, mas é da natureza humana, infelizmente é claro, quem nunca explodiu diante de um stress contínuo vindo de alguém ? Na teoria obviamente ele estava errado, mas acho que a teoria não soluciona essa situação, é algo mais sofisticado que o certo e o errado, formar um julgamento sobre essa situação implicaria em ter todo um conhecimento de causa de longo prazo dos envolvidos, algo muito mais complexo que caírmos no certo ou errado da internet

      Excluir
    3. Se fosse um pastor a mídia não oria se calar, as pessoas não iriam defender, e a justiça não iria deixar impune.

      Excluir
    4. Pertinente observação... Julgar sem conhecer é um grande erro. Mas, mesmo assim, penso que a reação do líder religioso foi totalmente inadequada. Sendo padre, ele deveria agir com mais equilíbrio. Além disso se já havia tantos problemas anteriores, por que ele não tomou medidas adequadas antes??? Ficou muito feio... E a agressão transmite covardia... Faltou ponderação.

      Excluir
    5. Compreendo, perfeitamente, a questão humana apresentada na situação abordada... mas... não tem justificativa - na minha opinião, é claro. Se ela tem problema mental minha opinião é reforçada ainda mais... Sinceramente, não consigo imaginar Jesus tendo uma reação dessas... e olha que Ele (Jesus) nem passou anos confinados em um curso de teologia e "não" teve um preparo psicológico para lidar com PESSOAS! Acredito que o mínimo que ele poderia ter é controle emocional... Não estou julgando a pessoa do padre, muito menos sua idoneidade, mas essa reação dele é reprovável!

      Excluir
    6. Toda violência é reprovável, tanto o que incita, quanto o que reage ao insulto, postura social é uma obrigação de todos que exercem seus papéis nesta sociedade? Mas qual a medida com que devemos julga-los?

      Excluir
    7. Meus Deus, você só pode ser uma católica idolotra, pra defender desse jeito,

      Excluir
  2. Uma pessoa com tal descontrole emocional jamais poderia ser um padre ou qualquer tipo de lider religioso, de quem se espera exemplo de conduta moral !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Padre não é Jesus. Quando ele escolheu ser padre não significa que escolheu deixar de ser um ser humano dotado de toda sorte de sentimentos carnais!

      Excluir
    2. Concordo plenamente. Ele como líder religioso deveria coloca-lá numa clínica para q fosse tratada. E não espanca-lá desse jeito. Inacreditavel...

      Excluir
  3. O padre em questão não é "Francisco de Assis"... catedral que é "São Francisco de Assis"...

    Pesquisei e descobri que esse fato ocorreu já há algum tempo. Essa notícia (com este mesmo vídeo) já se repete há mais de 5 anos. Alguns comentários em outro post dão conta de que esta "beata" (talvez por problemas mentais) vinha importunando o padre (Sebastião Costa Lima) e as missas já há um bom tempo... (http://www1.folha.uol.com.br/.../signup-colunista.shtml...)

    Estressado e fora de controle o padre acabou por agir de forma totalmente inadequada... A cena chama muito a atenção... exatamente porque sabemos que muito raramente padres agem assim.

    O fato ocorreu na cidade de Ituiutaba (MG). Então, quem for de lá pode confirmar melhor a história.

    Também li que ele se desculpou com a paróquia, com a comunidade e com a agredida, inclusive passando a prestar ativa assistência a ela e à família.

    Apurei ainda que este mesmo padre, por outros motivos, foi recentemente (em 2015) afastado da igreja católica. (http://www.jornaldotocantins.com.br/.../igreja-cat%C3...)

    *-*-*-*-*-*

    Não sou religioso, nem frequento qualquer ceita, mas tenho alguns amigos padres e alguns pastores também.

    Quando os conhecemos mais, notamos que são seres humanos que buscam desempenhar papéis difíceis... Carregam a obrigação de ter uma conduta exemplar a todo tempo e qualquer deslize pode, de um minuto a outro, acabar completamente com suas carreiras.

    Entendo que a forma de agir deste padre foi inadequada, desequilibrada, desproporcional e desrazoável... Mas, entendo também que ele é um ser humano como qualquer outro... Que acorda de saco cheio... que perde a paciência... que explode...

    Se essas cenas lamentáveis servem a alguma coisa... servem para nos mostrar o que qualquer um de nós pode, infelizmente, fazer, quando nos falta a razão... Serve ainda para dessacralizar e mostrar que da mesma forma que não existem verdades absolutas (tão típicas nas religiões), não existe ninguém infalível... padre é gente... pastor é gente... Não há absolutamente nada de sobre-humanos neles...

    Devemos, portanto, aprimorar o uso da razão. Inclusive e sobretudo quando julgamos.

    ResponderExcluir
  4. Vixx!!! Eu é que me dei mal! Coo não sabia do caso e sem me informar disse que se tratava de uma evangélica que foi à Igreja e que no batizado de um bebê se pôs a criticar em altas vozes a heresia de se batizar crianças. Como vi que esta mulher lançou um objeto contra o padre, disse que ela passou da agressão verbal para a física...É que vi apenas um "gif" que não dava muitas informações...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. , claro que você disse que era evangélica. Com certeza deve ser católico.

      Excluir