10 de março de 2010

Padre Marcelo Rossi afirma que deus protege do ataque de qualquer cachorro

video

Em uma entrevista dada em dezembro de 2009, o padre Marcelo Rossi afirmou que se você encontrar um rotweiler louco pra te atacar, basta olhar pra cima e pensar em deus que ele não vai te atacar.

Apenas 15 dias depois, como prova de que deus é poderoso, o padre Marcelo Rossi celebrou uma missa com um tampão no olho direito após ter sido violentamente atacado por 6 cachorros da sua própria família.

Ele recebeu mordidas e arranhões por todo o corpo, principalmente no rosto, e por pouco não perdeu a visão de um olho. Mas ao invés de contar com deus para salvá-lo do ataque, a única que intercedeu por ele para tirá-lo da boca dos animais foi sua mãe.

9 de março de 2010

Pastor britânico é preso por pregar mensagens homofóbicas

Pastor Dale McAlpine pregando o ódio e a homofobia

Um pastor britânico foi preso após dizer durante sermão que Homossexualidade é pecado.

Segundo o jornal "The Daily Telegraph", Dale McAlpine tem 42 anos e pregava nas ruas de Workington, na região de Cumbria, no noroeste da Inglaterra.

O pastor foi acusado de causar "alarme, intimidação e angústia" depois de mencionar vários pecados, como blasfêmia, embriaguez e relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo.

O policial Sam Adams chamou atenção de Dale McApine alegando que suas palavras estavam violando a lei. Mesmo assim, o pastor continuou seu discurso e entrega de folhetos aos passantes na rua. Com a resistência, Dale foi levado à prisão.

"Eu me sinto profundamente chocado e humilhado por ter sido preso em minha própria cidade e tratado como um criminoso comum na frente de pessoas que eu conheço", disse o pastor, que afirmou ter sido acusado por "uma lei que não se aplica".

Parabéns para a polícia britânica. Lugar de racistas, homofóbicos e estupradores é na cadeia, onde poderão receber algum tipo de tratamento para se curar e talvez voltar a conviver em sociedade.

8 de março de 2010

Professor religioso queima alunos com uma cruz no braço

Vítima do professor religioso

John Freshwater é um professor de ciências na escola de ensino básico Mount Vernon em Ohio. Uma escola pública. Ele ensina suas crenças cristãs para as crianças na classe, ou seja, ensina criacionismo e design inteligente.

Ele manteve os 10 mandamentos na porta de sua classe até o dia em que foi finalmente forçado a removê-los. Ele não se livrou de uma Bíblia que estava em sua sala mesmo após receber ordens para sumir com ela.

Ele deu a seus alunos notas maiores se eles vissem o filme Expelled e fizessem uma redação explicando “por que é importante examinar o filme objetivamente e não deixar outras influências afetarem suas observações”.

Ah, e ele também queima cruzes nos braços de seus alunos.

A diretoria da escola de Mount Vernon votou por 5 a 0 uma resolução com o intuito de cancelar seu contrato com o professor John Freshwater.

Freshwater usou um gerador de alta-frequência para queimar símbolos religiosos nos braços de seus alunos. Em uma citação absurda, Dave Daubenmire, um outro professor religioso e amigo de John Freshwater disse: “Com a exceção do episódio de queimar a cruz, eu acredito que John Freshwater está ensinando os valores de seus pais”. A propósito, Daubenmire foi processado por liderar orações no time de futebol americano.

Alguns dos alunos investigados disseram que Freshwater era “um homem maldoso e cruel”. Lynda Weston, a diretora de ensino do distrito contou aos investigadores que lidou com muitas reclamações sobre Freshwater por muitos dos seus 11 anos de trabalho.

7 de março de 2010

Crucifixo com suposta imagem de pênis divide igreja nos Estados Unidos


A igreja católica de São Carlos Borromeu, em Oklahoma, está dividida. Isso por conta de uma crucifixo que em fevereiro deste ano foi colocado acima do altar central. Para alguns fiéis, a imagem exibe um desconcertante pênis no lugar que deveria ser o abdôme de Jesus Cristo.

Segundo o reverendo Philip Seeton, responsável pela igreja, algumas pessoas incomodadas resolveram deixar a paróquia, enquanto outros, mesmo não gostando da imagem, preferiram permanecer. Para o religioso, a imagem é clara e mostra músculos abdominais em distensão, não um pênis bem dotado.

Janet Jaime, iconografista que assina a obra, diz ter pintado de acordo com regras específicas da arte sacra. Mas o jornal "The Oklahoman" anunciou que vem recebendo inúmeras reclamações, alegando que a pintura mostra uma "representação pornográfica" de Jesus. A igreja já anunciou que não tem planos de remover o crucifixo.

6 de março de 2010

Polícia Civil prende dois padres e um monsenhor por pedofilia em Alagoas


A Polícia Civil de Alagoas cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em três residências e uma casa paroquial no município de Arapiraca (a 140 km de Maceió).

Os mandados foram expedidos pelo juiz da 8ª Vara Criminal e Execução Penal de Arapiraca, John Silas, a pedido das delegadas Bárbara Arraes e Maria Angelita, que investigam as denúncias de pedofilia envolvendo dois monsenhores e um padre no município.

Foram apreendidos computadores, documentos e fotos nos quatro locais de investigação. Todo o material foi enviado para o Instituto de Criminalística de Alagoas, que ficará responsável pela perícia dos objetos.

Segundo Bárbara Arraes, os mandados foram cumpridos nas três casas onde os religiosos moram e na casa paroquial Nossa Senhora do Carmo, que era comandada pelo monsenhor Luiz Marques Barbosa, 82, flagrado em um vídeo fazendo sexo com um adolescente.

Além dele, a polícia também foi às casas do monsenhor Raimundo Gomes Nascimento e do padre Edilson Duarte.

O padre Enaldo da Mota também é acusado de integrar o esquema de abuso sexual a coroinhas, mas é investigado em um inquérito isolado instaurado pela delegacia de Feira Grande, onde ele era responsável pela paróquia. Os quatro párocos foram afastados pela igreja até a conclusão das investigações.

A delegada informou que não houve resistência por parte dos acusados e todos os mandados foram cumpridos sem problemas. “No momento da operação, apenas o monsenhor Raimundo estava em casa, mas ele não ofereceu resistência”, disse, sem especificar nenhum detalhe sobre o material apreendido. “O inquérito corre em segredo de Justiça”, complementou.

Segundo ela, ainda não há data para a conclusão do inquérito, que será encaminhado ao Ministério Público Estadual. “Temos ainda algumas testemunhas a ouvir e vamos analisar esse material apreendido. Todos os acusados serão interrogados apenas no final da investigação, após termos a maior quantidade de informações”, afirmou a delegada.

Os integrantes da CPI da Pedofilia chegaram a Arapiraca para ouvir 17 pessoas. Entre os convocados estão os párocos acusados, 12 vítimas e testemunhas e as duas delegadas que estão à frente das investigações.

Para Bárbara Arraes, a presença da CPI pode ajudar nas investigações. “Qualquer apoio é importante, até porque quando mais pessoas investigam, mais olhos existem para analisar tudo. Acho que será importante”, disse.

5 de março de 2010

O que funciona mais, uma oração ou uma ferradura da sorte?

video


Se você acredita em orações, ou conhece alguém que acredita, provavelmente já se questionou de que maneira elas funcionam, como elas agem sobre algum objeto, doença ou situação para mudar sua realidade e alcançar uma graça.

Com este vídeo, você vai aprender qual é o verdadeiro poder que uma oração possui de mudar o resultado de algo. Verá também que você pode fazer seu pedido a qualquer objeto, planta ou animal que, se for feito com fé, acontecerá a mesma coisa que promete uma oração, uma bíblia ou uma cruz.

4 de março de 2010

Jovem assassino de Glauco e Raoni é adepto do Santo Daime

Carlos Eduardo, fiél do Santo Daime

O universitário Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, assassino confesso do cartunista Glauco e seu filho Raoni, queria ajuda para provar à mãe que é Jesus. A versão foi contada pela enteada e pelo cunhado de Glauco, Douglas Pinheiro, que prestaram depoimento em Osasco.

Segundo Pinheiro o suspeito rendeu a família e queria levar todos para sua casa para que eles o ajudassem a convencer a mãe de que é Jesus. Glauco resistiu à ideia de levar todos e se prontificou a ir sozinho, mas ainda assim foi atingido por quatro tiros.

Primo de Glauco e um dos fundadores da igreja Céu de Maria, Orlando Cardoso de Oliveira, disse que o suspeito rendeu a enteada do cartunista e a fez bater na porta da casa de Glauco.

Segundo ele, Glauco saiu da casa e teve uma arma apontada para a cabeça. Foi quando o suspeito pediu que ele o acompanhasse até a casa dele.

“Ele escolheu o Glauco talvez pelo fato de ele ser um líder e carismático”, disse Oliveira. Quando Glauco já estava entrando no carro, o filho Raoni chegou, de acordo com o parente. O suspeito, então, ameaçou se matar e chegou a apontar a arma para a própria cabeça

O assassino Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, 24, não trabalha nem estuda. Há cerca de dois anos foi detido pela polícia por porte de maconha.

"Ele já fumou maconha... Fazia isso de vez em quando. Mas não chegava a ser um problema. Ele nunca foi internado", disse o irmão de Carlos Eduardo, Carlos Augusto, dois anos mais novo.

"Os problemas que ele teve foram com o Santo Daime, que mexe com o cérebro. Tomava todo dia. Num Réveillon ele surtou. Teve taquicardia e desmaiou. Precisei socorrê-lo.

"Filhos de pais separados, os dois vivem desde pequenos com os avós paternos numa vizinhança de classe média alta no Alto de Pinheiros (zona oeste de São Paulo).

Carlos Augusto diz que Glauco era o padrinho de seu irmão na comunidade Céu de Maria. Frequentadores da comunidade disseram à polícia que o jovem havia buscado a ajuda da Céu de Maria para se livrar do vício da cocaína. Era lá que ele tomava o chá do Santo Daime.

O chá é uma droga alucinógena que atua no cérebro e faz com que a pessoa tenha delírios e visões psicóticas, que são tidas pelos fiéis como revelações incontestáveis de deus.

No dia 25 de janeiro, Carlos Eduardo foi à casa de Glauco comemorar sua recuperação completa. Segundo o irmão, Carlos Eduardo tinha dificuldade nos estudos. Ele chegou a se matricular no curso de design de moda do Centro Universitário Belas Artes, mas desistiu antes do início das aulas.

Segundo a polícia, além desse curso, ele também teria frequentado outros três cursos, mas não concluiu nenhum. O único trabalho que Carlos Eduardo teve foi como garçom num restaurante, depois de fazer um curso de gastronomia.

O Santo Daime é uma religião originária do norte do Brasil. Segundo o site da igreja, o "culto eclético da fluente luz universal" é um trabalho espiritual, que tem como objetivo alcançar o autoconhecimento e a experiência de deus ou do eu superior interno."

Para isso, eles se ultilizam, dentro de um contexto ritual tido como sagrado, da bebida enteógena sacramental conhecida como ahyausca e que foi rebatizada pelo Mestre Irineu, fundador da igreja, como Santo Daime.

Os adeptos lembram que o uso de uma substância enteógena como sacramento parece ter feito parte das principais tradições religiosas da antiguidade e fornecido a base visionária de muitas das principais grandes religiões hoje existentes no mundo.

O uso do sacramento Santo Daime é relizado nas datas do seu calendário festivos, obedecendo as regras rituais que foram estabelecidas pelo Mestre Irineu e pelo Padrinho Sebastião.

A doutrina do Santo Daime, ou a religião do vegetal ou a doutrina do Mestre Irineu, como também é identificada, nasceu dentro da floresta.

A sua mensagem, que se encontra reunida na forma de coleções de hinos recebidos pelos mestres e adeptos, prega o amor pela natureza e consagra o mundo vegetal e todo o planeta como sendo o cenário sagrado da nossa mãe-terra.

3 de março de 2010

Disque-denúncia contra pedofilia nas igrejas alemãs fica congestionado de ligações


Um disque-denúncia na Alemanha para vítimas de abuso sexual por clérigos foi inundado de ligações uma semana depois de a igreja católica lançar um serviço de atendimento para tentar reconquistar a confiança dos fiéis.

Cerca de 13.293 pessoas tentaram ligar para o serviço ao longo da primeira semana, mas apenas 2.670 conseguiram entrar em contato com os 11 conselheiros que estavam em serviço, informaram representantes da igreja.

"Não esperávamos tantas ligações", disse Stephan Kronenburg, porta-voz da diocese de Trier onde o centro de controle do atendimento está localizado. "Tem sido bem recebido. Muitos que ligaram disseram estar gratos por isso."

No primeiro dia, o disque-denúncia recebeu 4.459 ligações mas os atendentes, que trabalham em turnos de quatro horas, só conseguiram atender 162 telefonemas, e o serviço teve de interromper suas atividades temporariamente.

Além dos 11 conselheiros atendendo as ligações, sete estavam disponíveis para responder às perguntas online.

Das 2.670 ligações feitas na primeira semana, foram realizadas 394 consultas telefônicas sobre assuntos de abuso que duraram desde alguns minutos até uma hora, e 91 atendimentos online.

Kronenburg disse que a maioria das pessoas que ligaram eram vítimas de abuso por padres católicos ou parentes das vítimas.

Andreas Zimmer, diretor dos serviços de atendimento, disse que muitas das pessoas estavam rompendo com um silêncio mantido há muito tempo.

"Essa é a primeira vez que eles quiseram falar sobre o abuso, porque as memórias e as experiências de violência são muitas vezes deslocadas", disse Zimmer a uma rádio local.

Na equipe de atendimento estão psicólogos e assistentes sociais treinados na área de abuso e trauma, e oferecem conselhos às vítimas e as encaminham para receberem assistência local.

O serviço não foi criado para investigar crimes de abuso sexual mas os atendentes podem indicar as vítimas para as autoridades se eles quiserem entrar com uma reclamação oficial.

A iniciativa é parte do esforço da igreja para trazer à tona a questão de abuso e reconquistar a confiança depois do grande número de alegações de abusos físicos e sexuais cometidos por padres na Alemanha, muitos dos quais aconteceram em internatos católicos desde décadas atrás.

2 de março de 2010

Casa onde o Papa nasceu amanhece pichada na Alemanha

Casa onde nasceu Bento 16

A casa onde o papa Bento 16 nasceu, no sul da Alemanha, amanheceu pichada com uma frase agressiva, segundo a polícia.

As autoridades não revelaram qual foi a mensagem deixada com tinta azul na porta dianteira da casa, em Marktl am Inn, na católica Baviera, mas um porta-voz policial disse que o caso provavelmente tem relação com os escândalos de pedofilia que vêm abalando a igreja católica. A porta já foi repintada, segundo a polícia.

Uma pesquisa publicada na segunda-feira mostra que um quarto dos católicos alemães cogita abandonar a igreja por causa de centenas de relatos de abusos sexuais cometidos por padres, alguns deles há várias décadas. Neste momento, a opinião pública se volta definitivamente contra a igreja.

1 de março de 2010

Aumentam denúncias na Áustria sobre abusos sexuais na igreja católica


O escândalo de abusos sexuais de menores na igreja católica ganha ainda mais força após um padre austríaco ter confessado ter abusado de dezenas de crianças nas décadas de 1970 e 1980.

O padre capuchinho Johannes Stocker deixou seu posto após confessar haver abusado e assediado sexualmente vários menores nos anos 70 e 80.

Stocker reconheceu ter abusado de cerca de 20 crianças, conforme comunicado do bispo de Eisenstadt, Paul Iby.

O anúncio foi feito poucas horas depois de o semanário "Falter" publicar uma matéria em que três homens relatam com detalhes as agressões que sofriam de Stocker.

O jornal critica especialmente a política da igreja, em especial a atitude do bispo Iby. Confrontado há dez anos com as acusações contra o padre, ele se limitou a recomendar ao sacerdote duas sessões com uma psicóloga.

Outro sacerdote, de 74 anos, também reconheceu ter abusado de vários adolescentes em um internato privado do mosteiro de Mehrerau. Ele foi forçado a entrar em férias e permanece "sob observação" das autoridades eclesiásticas, informou a diocese da cidade austríaca de Innsbruck.

"A onda chegou à Áustria", destacou o diário "Die Presse". O jornal faz eco ao número crescente de casos de pedofilia nos institutos católicos austríacos acontecidos em sua maioria há três ou quatro décadas e que saíram à luz nos últimos dias.

As revelações fizeram as denúncias contra as dioceses do se multiplicarem. Este ano foram registradas 12 acusações apenas em Viena, mesmo número que em todo o ano de 2009. Em Graz, a segunda maior cidade do país, já são 11, o que corresponde a soma de todas as denúncias dos últimos quinze anos.

Segundo a televisão pública "ORF", espera-se que o número de casos aumente, já que agora as vítimas encontraram o clima para contar o que passou.

Até o momento, apenas um sacerdote acusado foi afastado da igreja. Os demais só mudaram de posto.

A reação a esse tipo de denúncia depende de cada diocese. Se o caso não está prescrito e a vítima estiver de acordo, é possível comunicar a Polícia.

As autoridades austríacas encontraram cerca de 400 arquivos com pornografia infantil em um computador de um sacerdote da Baixa Áustria.

O caso, cuja investigação começou em meados de fevereiro, será levado à justiça. Segundo o jornal "Kurier", o padre se retirou para um mosteiro onde recebe tratamento psicológico.

Porém nenhum tratamento será eficaz em acabar com esses crimes e perversões enquanto não se acabar com as suas verdadeiras causas: a lavagem cerebral da religião, o celibato obrigatório e a repressão sexual e moral da igreja sobre a sociedade, o que impede uma efetiva educação sexual e uma sexualidade mais consciente e saudável para todos.